SAÚDE

Como tratar brotoejas em bebês

21 de dezembro de 2017 , por Equipe Danone Baby

A dermatite, caracterizada pelas manchas vermelhas na pele com bolinhas cristalinas, é muito comum no verão. Saiba o que fazer para melhorar a pele do bebê


Bolinhas cristalinas, parecidas com pingos d’água, que se rompem facilmente, rodeadas por manchas avermelhadas no rosto, cabeça, colo e no tronco dos bebês. Assim são caracterizadas as brotoejas, nome popular para um problema de pele muito comum durante as primeiras semanas de vida. Chamada de miliária pelos especialistas, a brotoeja surge devido a uma obstrução das glândulas responsáveis por produzir o suor.

A dermatite, caracterizada pelas manchas vermelhas na pele com bolinhas cristalinas é muito comum durante as primeiras semanas de vida dos recém-nascidos, principalmente nos dias mais quentes. Saiba o que fazer para melhorar a pele do seu bebê. (Foto: iStock)

Geralmente, é mais comum que as crianças apresentem esse tipo de dermatite, como são chamadas as inflamações cutâneas, em climas com temperaturas muito elevadas, quando estão em um estado febril muito acentuado ou com roupinhas muito apertadas ou quentes. Portanto, as brotoejas podem ser consideradas uma resposta do corpo frente a situações de estresse térmico.

Embora a forma mais comum das brotoejas seja a cristalina, há duas outras variações, mais profundas. A miliária rubra atinge a epiderme e, nesse caso, os bebês apresentam modificações na cor e na textura da pele, que passam a ficar mais avermelhadas devido à dilatação dos vasos sanguíneos. Seu surgimento é mais raro e, caso aconteça, será mais tardio. Já a miliária profunda propicia o surgimento de manchinhas brancas, chamadas cientificamente de pápulas. Nesse caso, os bebês terão grande dificuldade para suar.

Como prevenir o aparecimento das brotoejas

Assim que notar esse tipo de alteração na pele do bebê, os pais devem relatar ao pediatra.Só esse profissional pode dizer se é ou não recomendável usar algum tipo de pomada –  na maioria das vezes, as alterações são benignas e vão desaparecendo com o passar dos dias. Ou seja, elas aparecem apenas porque a pele dos bebês ainda está se acostumando com o clima e outros fatores externos ao que estavam acostumados no útero da mãe.

Mas algumas atitudes podem prevenir o aparecimento das brotoejas, entre elas: colocar roupinhas largas no bebê e de tecidos levinhos, evitar usar produtos com aromas fortes, como óleos, sabonetes e xampus e nunca usar pomadas ou outros remédios na pele do seu filho sem antes consultar um pediatra ou dermatologista.



Referências bibliográficas

“Alterações cutâneas fisiológicas e transitórias do recém-nascido” – Nascer e Crescer – Revista do Revista do Hospital de Crianças Maria Pia, 2009.

“Consenso de cuidado com a pele do recém-nascido” – Sociedade Brasileira de Pediatria.

“I Painel Latino-Americano – Cuidados com a Pele Infantil” – Sociedade Latinoamericana de Dermatologia Pediátrica e Sociedade Brasileira de Pediatria.