SAÚDE

Escherichia coli: bactéria causa infecções intestinais e até meningite

10 de abril de 2018 , por Equipe Danone Baby

A E. coli é famosa pelas infecções do trato digestivo, que causam diarréia e vômitos. Mas a bactéria também pode ser responsável por doenças mais graves.


Quem tem filhos pequenos provavelmente já ouviu falar sobre a Escherichia coli (E. coli), bactéria responsável por boa parte das diarreias que atingem pessoas de todas as idades. A grande maioria desses organismos não provoca doenças preocupantes mas, às vezes, uma infecção não tratada pode trazer consequências graves.

Bebê com Escherichia coli

As bactérias E. Coli vivem no intestino de pessoas saudáveis, onde cumprem funções essenciais, como a digestão dos alimentos que ingerimos. Alguns tipos, no entanto, causam infecções. A forma mais comum de contrair esses organismos é pela ingestão de bebidas e alimentos contaminados.

Infecções causadas pela Escherichia Coli

As infecções do trato digestivo são as mais comuns, seguidas pelas infecções do trato urinário – principalmente no caso de mulheres, bebês e crianças.

Essas bactérias também podem causar infecções em outros locais do corpo, como próstata, vesícula biliar e pés, além de infecções que se desenvolvem após apendicites e diverticulites. Em recém-nascidos, a E. Coli pode, ainda, provocar uma doença mais grave: a meningite.

No caso dos recém-nascidos, a E. Coli geralmente é transmitida da mãe para o bebê durante o parto. Em casos mais raros, a transmissão pode ocorrer pelo contato entre a criança e outra pessoa, como um familiar ou responsável pelos cuidados.

Transmissão da E. Coli

As principais formas de transmissão são:

  • Ingestão de alimentos contaminados, como folhas de vegetais, e carne pouco cozida;
  • Tocar animais infectados ou entrar em contato com suas fezes, como em fazendas e campos;
  • Contato com pessoas infectadas, particularmente se o indivíduo não lavar as mãos depois de ir ao banheiro ou antes de manusear alimentos;
  • Consumo de água pouco tratada ou sem tratamento;
  • Nadar ou brincar em água infectada, como rios e lagos.

Sintomas da infecção por E. Coli

Trato intestinal

Em bebês, a infecção mais comum por E. Coli é a que atinge o trato intestinal. Os principais sintomas são:

  • Febre, muitas vezes com a temperatura subindo e descendo o tempo todo;
  • Respiração prejudicada;
  • Apatia
  • Irritabilidade
  • Falta de apetite
  • Vômitos
  • Icterícia (amarelamento da pele e dos olhos)
  • Abdômen inchado
  • Diarréia

Meningite

A meningite causada pela E. Coli não necessariamente causa todos os sinais geralmente associados às infecções do sistema nervoso central. Mas em geral, os principais sintomas são:

  • Febre
  • Temperatura anormalmente baixa
  • Vômitos
  • Convulsões
  • Manchas na cabeça
  • Apatia

Infecção urinária

Os principais sintomas da infecção urinária causada por E. Coli em bebês são:

  • Dor ao urinar;
  • Aumento da frequência urinária;

Como diagnosticar a infecção por E. Coli

Dependendo dos sintomas, o médico irá solicitar exames específicos de sangue, fezes, urina e líquido cefalorraquidiano (fluido que circula no espaço intracraniano).

Tratamentos

O tratamento varia de acordo com a infecção adquirida pelo bebê. As dos trato intestinal geralmente não exigem cuidados com medicamentos. É preciso manter a criança bem hidratada e continuar alimentando-a de acordo com a recomendação do pediatra e/ou nutricionista. Se houver presença de sangue nas fezes, o médico deve ser procurado imediatamente.

No caso da meningite, o médico provavelmente irá prescrever medicamentos específicos e, muitas vezes, o bebê precisará ser internado. O tratamento costuma durar ao menos 21 dias.

Já as infecções do trato urinário podem ser tratadas com antibióticos orais, sempre recomendados pelo pediatra. Há a possibilidade de o bebê precisar ser internado. Se isso ocorrer, o médico solicitará exames para avaliar o rim e a bexiga da criança.



Referências bibliográficas

Manual MSD – “Infecções por Escherichia coli”
Organização Mundial da Saúde – “Infections à Escherichia coli”
National Health System (UK) – “E. colo infection”
American Academy os Pediatrics – “E. coli infection: not just from food”

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas

Média de 2,00 EstrelasBaseado em 3 votos

Loading...