Alimentação do bebê: saiba como lidar com a recusa

NUTRIÇÃO

Alimentação do bebê: como lidar com a recusa

21 de julho de 2017, por Equipe Danone Baby

Ao ganhar independência, a criança começa a manifestar suas vontades e a hora da refeição pode virar momento de choradeira


Preparar a alimentação do bebê com amor e carinho pode não ser suficiente para fazê-lo limpar o pratinho – como ele provavelmente fazia quando começaram as primeiras papinhas. Isso acontece porque, conforme ganha independência, a criança começa a manifestar suas vontades e a hora da refeição pode virar um momento de choradeira, gritaria e papinha voando por todos os lados.

É natural que os pais se preocupem com a alimentação do filho – principalmente quando ele não quer comer. No entanto, é perfeitamente normal que a recusa aconteça. Por vezes, a criança vai aceitar apenas os alimentos que prefere. Mas, desde que, em geral, esteja consumindo alimentos variados, não há motivo para se preocupar.

O importante é fazer as consultas regulares ao pediatra, que vai monitorar o crescimento e ganho de peso e poderá indicar outras condutas nutricionais, caso necessário.

alimentação do bebê

Por que o bebê se recusa a comer

Os bebês recusam a comida por vários motivos: podem estar cansados, distraídos, doentes ou simplesmente satisfeitos. A partir de um ano de idade, o apetite também costuma diminuir, até porque a velocidade de ganho de peso diminui. Se nos primeiros meses de vida a criança chega a ganhar um quilo ao mês, entre o primeiro e o segundo aniversário o acréscimo de peso é de cerca de dois quilos, de acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Pediatria.

O importante é que os pais saibam que, sempre que tiver fome, o bebê irá pedir por comida. Se ele tocar na colher ou afastá-la da boca, provavelmente quer dizer que já comeu o suficiente. Quando novos alimentos entram na dieta, o bebê também tende a recusá-los. Esse período de adaptação é comum e pais e cuidadores precisam ter paciência para insistir, apresentando o alimento de diferentes formas.

Como lidar com a recusa

– Faça suas refeições no mesmo horário em que oferece a comida ao filho. Ver os pais comerem pode estimular a criança

– Respeite os horários das refeições e acostume seu filho a comer nos lugares apropriados para isso

– Elogie quando o bebê estiver comendo, mesmo que pouco.

– Se o seu filho recusar a comida, não o force. Por mais frustrante que seja, tente acalmá-lo e, depois de um tempo, ofereça outra vez

– Seu bebê pode comer devagar, então seja paciente.

– Usar comida como recompensa não é recomendado. Prefira recompensá-lo com uma ida ao parque ou brincadeira.

– Explique sobre as cores dos alimentos, sua consistência (se são macios, duros etc), como são gostosos e importantes para a saúde.

– Se você conhece outros bebês ou crianças que se alimentem bem, tente marcar para que façam uma refeição juntos. Seu filho poderá seguir o bom exemplo.

– Tenha em mente que o gosto muda. Em um dia, seu bebê pode adorar mandioquinha. No outro, pode jogar a mandioquinha para o alto.

– Mudar a forma como os alimentos são apresentados pode ajudar.



Referências bibliográficas

Site oficial do sistema de saúde nacional do Reino Unido (“Fussy eaters”)
WebMD Medical Team (“Why won’t baby eat?”)
Sociedade Brasileira de Pediatria