Principais problemas ortopédicos em bebês

DESENVOLVIMENTO

Principais problemas ortopédicos em bebês

16 de novembro de 2017, por Equipe Danone Baby

Bebês podem apresentar certas anormalidades físicas quando começam a caminhar, como pernas arqueadas ou pés planos.


Os primeiros passinhos do bebê são motivo de muito orgulho para os pais. Nessa época, podem surgir alguns problemas ortopédicos que preocupam, como a posição incorreta dos pés ou joelhos. A maioria dessas condições é passageira e deve ser corrigida com o tempo. No entanto, consultar o pediatra ou ortopedista infantil é sempre recomendado.

Quando os bebês começam a andar, é normal que caminhem com os pés afastados, pernas arqueadas ou com os dedos virados para dentro ou para fora. Os problemas ortopédicos mais comuns são:

Pernas arqueadas: Antes dos dois anos de idade, a maioria das crianças tem pequenas lacunas entre os joelhos e tornozelos quando estão de pé. Se a diferença for muito pronunciada ou não se corrigir com o tempo, consulte o pediatra, pois pode ser sinal de raquitismo (uma deformidade óssea). No entanto isso é raro e a condição provavelmente irá se corrigir conforme ele passa a caminhar.

Bate joelhos: Ocorre quando a criança junta os joelhos e uma lacuna se forma entre os tornozelos. Entre as idades de dois e quatro anos, uma diferença de até 6cm pode ser considerada normal. Geralmente, a condição se corrige até os seis anos. Se for muito pronunciada ou não se corrigir, o médico deve ser consultado.

Dedos de pombo: Os pés da criança apontam para dentro e não para a frente. Isso acontece devido a variações normais na forma como as pernas e os pés se alinham conforme o bebê se desenvolve. Geralmente, se corrige por volta dos oitos anos e tratamento pode não ser necessário.

Pés para fora: Nesse caso, os pés da criança apontam para fora, e não para dentro. O tratamento não costuma ser necessário e a condição costuma se corrigir sozinha.

Pés planos: Se o bebê tiver pés planos, ou um arco for formado quanto estiver nas pontas dos pés, não se preocupe. Provavelmente nenhum tratamento será necessário.

Caminhar nas pontas dos pés: É normal que bebês menores de três anos caminhem nas pontas dos pés. Se isso te preocupar, consulte o pediatra.

Quando consultar o médico?

Se as condições acima não forem corrigidas, estiverem muito acentuadas ou o bebê apresentar qualquer outro tipo de anormalidade, o pediatra deve ser consultado. O ideal é levar a criança ao médico periodicamente para que avalie seu desenvolvimento e descarte qualquer problema mais sério.

Se o bebê demorar muito para começar a andar, o pediatra também deve ser consultado. No geral, elas começam a ficar de pé entre seis e 10 meses. Ainda nesse período, poderão dar os primeiros passinhos com a ajuda de um parente, o que provavelmente deverá ocorrer até os 13 meses. Após os 14 meses, a maioria já caminha sozinha, ainda que apresentando certa dificuldade. Porém é preciso lembrar que cada criança tem seu tempo.



Referências bibliográficas

Site oficial do Sistema de Saúde Nacional da Inglaterra – NHS (“Leg and foot problems in children”)
WebMD Medical Team (“Delayed walking and other foot and leg problem in babies”)