Primeiros dentes do bebê: nascimento, sintomas e higiene

DESENVOLVIMENTO

Primeiros dentes do bebê: nascimento, sintomas e higiene

04 de agosto de 2018 , por Equipe Danone Baby

Durante a dentição, alguns bebês ficam mais agressivos do que o habitual por causa da dor e inchaço nas gengivas


Durante o primeiro ano de vida, nascem os primeiros dentes do bebê. Cada criança reage de uma forma e os pais precisam ser pacientes  para lidar com os sintomas, que podem incluir irritação e vermelhidão na gengiva. Além disso, devem fazer a higiene bucal adequada.

Quando surgem os primeiros dentes?

Usualmente, os primeiros dentes aparecem por volta dos seis meses de idade. Mas cada organismo tem seu próprio ritmo. É natural que surjam em algum momento entre os três meses e um ano de idade. Quando a criança completar três anos, provavelmente terá 20 dentes de leite na boca.  

primeiros dentes

Ordem de nascimento dos dentes

– Incisivos inferiores: geralmente são os primeiros a aparecer, em torno de cinco a sete meses de idade.

– Incisivos superiores: tendem a nascer entre os seis e oito meses.

– Incisivos laterais superiores: entre nove e 11 meses.

– Incisivos laterais inferiores: entre 10 e 12 meses.

– Primeiros molares: entre 12 e 16 meses.

– Caninos: entre 16 e 20 meses.

– Segundos molares: entre 20 e 30 meses.

Sintomas do nascimento dos primeiros dentes

Durante a dentição, alguns bebês ficam mais agressivos do que o habitual por causa da dor e inchaço nas gengivas. Os sintomas geralmente aparecem cerca de três a cinco dias antes do dente nascer (mas há casos em que duram semanas), e desaparecem assim que  os dentes rompem a pele. Mas há alguns bebês sortudos que não sofrem absolutamente nada com o nascimento dos primeiros dentinhos.

Os sintomas mais comuns são:

– Chorar ou choramingar mais do que o comum.

– Vermelhidão e dor na gengiva, no local onde o dente vai nascer.

– Uma bochecha mais corada do que a outra.

– Babar mais do que o usual.

– Roer e mastigar muito as coisas.

– Irritabilidade e mau humor.

– Se recusar a comer e beber.

– Acordar mais vezes durante a noite.

– Pequeno sangramento da gengiva, no local onde o dente deverá nascer.

Os sintomas são normais e desaparecem conforme os dentes vão nascendo. Caso sejam muito severos ou não desapareçam, consulte o médico. Muita gente acredita que febre e diarreia são sintomas da dentição, mas não há comprovação científica. Leve o bebê ao pediatra sempre que algo estiver fora do normal.

Como aliviar os sintomas

Caso o bebê esteja sofrendo muito durante o nascimento dos primeiros dentinhos, é possível tomar algumas medidas para ajudá-lo. Uma delas é lavar bem suas mãos e esfregar um dos dedos na gengiva da criança por cerca de dois minutos. Muitas se sentem aliviadas com a massagem.

Dar carinho e afago também pode oferecer alívio. Como o bebê pode ficar irritado e manhoso, é preciso ser paciente e dar atenção. O melhor remédio, no entanto, é mastigar. Objetos como anéis de dentição, chocalhos e outros brinquedos flexíveis ajudam o bebê a aliviar a dor e coceira. Eles têm que ser seguros e aprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia)

Em casos extremos, o bebê pode tomar um analgésico, desde que receitado pelo médico.

Cuidados com os dentes

Assim como você passa fio dental e escova os dentes após cada refeição, é preciso cuidar da saúde bucal do bebê. Para que ele cresça com um belo sorriso saudável, pode-se tomar alguns cuidados:

– Mamar no peito é a primeira e melhor forma de estimular o bom desenvolvimento dos dentes e da face, de acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria

– Quando aparecerem os primeiros dentes da frente, sua limpeza deve ser feita com um tecido macio e limpo, umedecido em água limpa.

– Quando surgirem os outros dentes, a limpeza já pode ser feita com uma escova de dente macia e sem pasta de dente, apenas molhada em água limpa.

– Limpar sempre os dentes após a ingestão de alimentos e medicamentos.

Dúvidas comuns sobre dentição dos bebês

O Ministério da Saúde esclarece dúvidas comuns sobre o nascimento dos primeiros dentes e a saúde bucal dos bebês:

É preciso limpar a boca do bebê antes do nascimento dos primeiros dentes?

Sim. Existem escovas de dente que são dedeiras, encaixadas diretamente no dedo do adulto para que possa esfregar a gengiva e limpar todo o resto da comida. Na ausência da escova, pode-se utilizar uma gaze ou cotonete.

Quando usar pasta de dente?

A pasta de dente pode começar a ser utilizada quando o bebê tiver todos os dentes de leite. Durante a infância, é recomendável que use a pasta infantil, pois possui flúor em quantidade recomendada para a idade.

Mamadeira, chupeta e chupar o dedo fazem os dentes nascerem tortos?

Sim, isso pode acontecer. Hábitos como esses podem entortar tanto os dentes quanto a arcada dentária (parte óssea da mandíbula).

Mordedores ajudam os dentes a crescer mais rápido?

Não, isso é um mito. O mordedor serve apenas para causar sensação de conforto no bebê quando a gengiva está sensível e irritada. O ato de morder ajuda a mucosa a ficar mais preparada para a erupção dos dentes.



Referências bibliográficas

Ministério da Saúde (“Caderneta de Saúde da Criança – Passaporte da Cidadania”)
Site oficial do sistema de saúde do Reino Unido (“Baby teething symptoms”)
WebMD Medical Team (“Teething – Topic Overview”)
Ministério da Saúde (“Saúde bucal: nascimento de primeiros dentes pode até causar febre nos bebês”)