DESENVOLVIMENTO

7 dicas de segurança para quando o bebê começa a andar

11 de outubro de 2018 , por Equipe Danone Baby

Confira cuidados importantes tanto dentro de casa como nos passeios externos


Por volta de um ano, a maioria dos bebês ousa dar os primeiros passinhos. Mesmo que meio trôpegos, eles permitem à criança uma noção de independência que aumenta dia após dia. A habilidade física, no entanto, não é respaldada pela noção de perigo. Por isso, é preciso cuidado para deixar o ambiente o mais seguro quando o bebê começa a andar, sem prejudicar o desenvolvimento da mobilidade.

Veja, abaixo, algumas dicas importantes para esta fase divertida mas muito delicada:

1. Instale grades de proteção na beira da escada e proteja as janelas e as sacadas

Se você mora numa casa ou num apartamento com escadas, é imprescindível a instalação de grades ou portões de proteção. Só deixe que a criança suba ou desça os degraus se estiver acompanhada. Redes de proteção ou grades nas janelas e sacadas também são obrigatórias. Além disso, evite deixar móveis baixos ou de fácil acesso próximos a esses locais, porque as crianças podem escalar e se envolver em acidentes graves.

2. Mantenha afastado produtos de higiene, limpeza e remédios

Durante os primeiros anos de vida, as crianças se fascinam com cores, texturas e cheiros diferentes. Por isso, é muito comum que elas tenham vontade de manusear e levar tudo à boca – sentir o gosto é uma das formas de descobrir o mundo, mas é perigoso. Segundo alerta divulgado pela Sociedade Brasileira de Pediatria, todo ano, 37 crianças e adolescentes com idades entre zero a 19 anos, sofrem intoxicação pela exposição inadequada a medicamentos. Por isso, mantenha todos esses produtos afastados dos pequenos para que eles não tenham acesso.

3. Proteja tomadas e quinas dos móveis

Tanto as tomadas, quanto as quinas dos móveis representam perigo para as crianças e é impossível ficar a cada segundo afastando o bebê desses locais. Portanto, a única alternativa para evitar ferimentos e choques é comprar protetores. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.

4. Tome cuidados específicos na cozinha

O melhor conselho é evitar que a criança pequena circule pela cozinha. Além do risco de se queimar, a cozinha está equipada com muitos objetos cortantes. Dessa forma, até que a criança tenha algum entendimento, restrinja o acesso. E enquanto a criança estiver na cozinha, como nos momentos de refeição, mantenha o pequeno no cadeirão.

5. Ensine-o a andar sempre de mãos dadas na rua

Como tudo é novo, as crianças tendem a sair correndo na rua ou no estacionamento. Por isso, ensine ao seu filho que carros são perigosos e que, por isso, deve sempre andar de mãos dadas. Conforme for crescendo, é importante que ele tenha as noções básicas das regras de trânsito, como atravessar somente na faixa, sempre olhando para os dois lados para conferir se os carros não estão vindo na sua direção.

6. Tome medidas preventivas em lugares com multidões

É saudável para a socialização das crianças serem levadas a parques e praia. Porém, em lugares com multidões, são necessários alguns cuidados preventivos para que ele não se perca dos pais ou responsáveis. Colocar roupinhas coloridas e chamativas, uma pulseira de identificação ou até mesmo um bilhete no bolso da bermuda ou calça da criança com os dados dos pais são algumas medidas indicadas.

7. Cuidado redobrado na beira da piscina ou no parquinho

Crianças só devem entrar na água com a supervisão de adultos, mesmo as que já sabem nadar. Em piscinas, por exemplo, é preciso tomar cuidado para que a criança não brinque ou circule nas beiradas, sob o risco de cair. Já em parquinhos, verifique se a manutenção está regular e tome cuidado com as escadas dos brinquedos – assim que começa a andar, o bebê ainda não tem habilidade para subir por elas sem risco de queda.

Pronto! Agora que você cuidou dos ítens de segurança, é hora de deixar o pequeno explorar o ambiente com seus passos curtos. Um tombo ou outro é inevitável, afinal ele ainda não sabe pisar direito e nem tem total equilíbrio do corpo. Nesses momentos, mantenha a calma – sua reação é importante para que a criança não se amedronte e continue a explorar tudo o que vê por perto. Boa caminhada!



Referências bibliográficas

Lei Municipal Nº 12.751 – São Paulo. https://leismunicipais.com.br/a/sp/s/sao-paulo/lei-ordinaria/1998/1275/12751/lei-ordinaria-n-12751-1998-dispoe-sobre-a-obrigatoriedade-de-afixacao-de-placas-informativas-contendo-normas-de-seguranca-em-todos-os-elevadores-dos-predios-comerciais-e-residenciais-localizados-no-municipio-de-sao-paulo-e-da-outras-providencias 

 Sociedade Brasileira de Pediatria – “Crianças e Adolescentes em Segurança”, 2017.
http://www.sbp.com.br/publicacoes/publicacao/pid/criancas-e-adolescentes-em-seguranca/
http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/manual-da-dicas-e-orientacoes-sobre-a-seguranca-de-criancas/ 

ONG Criança Segura – “Acidentes com Crianças no Brasil e o Comportamento das Mães“, 2016.
http://criancasegura.org.br/wp-content/uploads/2016/08/06-1.pdf 

ONG Criança Segura – “Guia Criança Segura para a Formação de Imobilizadores”, 2016.
http://criancasegura.org.br/wp-content/uploads/2016/08/19.pdf 

ONG Criança Segura – “Como evitar acidentes com crianças até 1 ano”.
http://criancasegura.org.br/categoria-dica/idade/ate-1/?gclid=Cj0KCQjwuafdBRDmARIsAPpBmVW1-Yee2MEFZ2wYXlmROEZeIFjs6xQvhoBMJzTQ3m22SmUSMSg-cacaAjnqEALw_wcB 

Governo do Brasil – “Medidas preventivas podem evitar 90% dos acidentes com crianças“, 2014.
http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2014/08/medidas-preventivas-podem-evitar-90-dos-acidentes-com-criancas 

Sociedade Brasileira de Pediatria – “Afogamento está entre as principais causas de mortes acidentais de crianças no Brasil“, 2018.
http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/afogamento-esta-entre-as-principais-causas-de-mortes-acidentais-de-criancas-no-brasil/ 

Sociedade Brasileira de Pediatria – “No Brasil, 37 crianças e adolescentes são vítimas de intoxicação ou envenenamento todos os diasalerta SBP”, 2018.
http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/no-brasil-37-criancas-e-adolescentes-sao-vitimas-de-intoxicacao-ou-envenenamento-todos-os-dias-alerta-sbp/ 

Associação Brasileira de Normas Técnicas – “Elevadores exigem atenção“.
http://www.abnt.org.br/imprensa/releases/5434-elevadores-exigem-atencao 

 


Tags: andar

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas

Loading...