Como estimular o bebê dos 4 aos 6 meses - dicas e brincadeiras

DESENVOLVIMENTO

Como estimular o bebê dos 4 aos 6 meses 

07 de agosto de 2018 , por Equipe Danone Baby

A partir dos quatro meses, o bebê já está mais espertinho e começa a segurar objetos com as mãos e a se sentar. Saiba o que fazer para estimulá-lo.  


A partir dos quatro meses de idade, o bebê começa a interagir mais ativamente com o mundo ao seu redor. Mais esperto, já alcança objetos com as mãozinhas, consegue se virar sozinho e começa a se sentar. Assim como nas demais fases da infância, é importante que os pais saibam como estimular o bebê.

Cada criança possui seu ritmo de amadurecimento do sistema nervoso central. É fundamental respeitar esse ritmo e observar com cuidado. Caso o bebê esteja muito atrasado em relação ao que é esperado de sua idade, deve-se consultar o pediatra.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, uma série de fatores influenciam o desenvolvimento, como aspectos sociais, neurológicos e psíquicos. Portanto, o bebê precisa de alguém que o alimente, agasalhe, faça a sua higiene e lhe dê afeto. Além disso, há certas formas de interagir com a criança que podem estimulá-lo.

Como estimular o bebê

Veja algumas dicas para estimular o bebê dos quatro aos seis meses:

  • Ao oferecer algo para o bebê, como comida ou um brinquedo, espere um pouco para ver a sua reação. Assim, ele irá aprender a expressar aceitação, recusa, prazer ou desconforto;
  • Acostume o bebê a dormir mais à noite. Nesta fase, a criança já não acorda tanto quanto nos primeiros meses de vida. Portanto, já é possível criar uma rotina com menos sonecas durante o dia e mais tempo de sono noturno;
  • Proporcione estímulos sonoros ao bebê, fora do seu alcance visual, para que ele vire a cabeça e tente localizar de onde vem o som;
  • Estimule o bebê a rolar, mudando de posição (de barriga para baixo para barriga para cima). Para isso, use objetos, brinquedos, bata palmas ou outros recursos;
  • Quando o bebê fixar os olhos em um objeto ou brinquedo, mova-o lentamente, de um lado para o outro. Se o movimento for acompanhado pela criança, também mova para cima e para baixo;
  • Aproxime e distancie seu rosto do rosto do bebê, quando ele estiver deitado de bruços. Isso contribui para que levante a cabeça e o tronco;
  • Coloque a criança de bruços, para favorecer o fortalecimento dos músculos do pescoço ao sustentar gradativamente a cabeça. Mas atenção: não faça isso se o bebê estiver dormindo. A posição mais segura para dormir de barriga para cima;
  • Repita os sons que ele faz e chame-o pelo nome com um tom de voz alegre. Isso o estimula a se mover e a emitir sons;
  • Cante canções para o bebê;
  • Faça massagem no bebê em um cantinho confortável e aquecido. Isso irá estimular o vínculo entre vocês dois, o que faz o bebê crescer mais feliz e seguro.


Referências bibliográficas

Sociedade Brasileira de Pediatria (“Filhos: da gravidez aos 2 anos de idade”), Ministério da Saúde (“Como acompanhar o desenvolvimento da criança”), Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul