Tudo sobre bebê conforto e dicas para prevenir acidentes de carro com crianças

COMPORTAMENTO

Bebê conforto: dicas para escolher o modelo correto

26 de setembro de 2017, por Equipe Danone Baby

Com a variação de preços e tipos, é normal ficar perdido na hora de escolher o bebê conforto ideal. Veja dicas e confira quando o equipamento deve ser trocado pela cadeirinha


O assunto é sério: acidente de carro é a principal causa de morte de brasileiros com idades entre um a catorze anos, de acordo com o Ministério da Saúde. Peça obrigatória por Lei desde 2010 em carros que levam bebês e crianças,  o bebê conforto e a cadeirinha podem, sim, deixar a viagem muito mais segura.

O que é o bebê conforto?

O bebê conforto é um equipamento indicado para o transporte de bebês de até um ano de idade, tanto a pé, e principalmente de carro. O objeto, em formato de concha, desenvolvido especialmente para recém-nascidos, é utilizado nessa faixa etária pois os pequenos ainda não possuem sustentação do próprio corpinho.

Por que é importante usar o bebê conforto?

Além do uso obrigatório ser previsto em Lei de abrangência nacional, o equipamento proporciona maior conforto para a criança, conforme o próprio nome já diz, e também garante mais segurança. Pesquisas realizadas nos EUA apontaram que a utilização de cadeirinhas é capaz de minimizar em até 71% o risco de morte em casos de colisão de veículos.

Algumas simulações realizadas com bonecos de mentira, com peso semelhante ao dos bebês desta faixa etária, demonstraram que o peso de um pequeno pode expandir em até 50 vezes, no caso de uma colisão de um veículo que esteja a 80 km/h. O risco continua alto mesmo em velocidades reduzidas. Por isso, em hipótese alguma deve-se levar uma criança no colo dentro de um carro, por mais curto que o trajeto seja.

bebe conforto

Como escolher o bebê conforto?

Há uma infinidade de sites e lojas que vendem o produto, o que naturalmente causa mais indecisão. O importante, no entanto, é conferir se o equipamento suporta uma criança de até 13 kg e se possui o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), o que garante que o produto obedece às normas da ABNT (Agência Brasileira de Normas Técnicas). Desconfie de ofertas relâmpago e fique sempre atento à faixa etária e ao peso da criança para adquirir o equipamento adequado.

Qual é a forma certa de colocar o bebê conforto no carro?

O bebê conforto sempre deverá estar no banco de trás, de costas para o movimento do carro, isto é, de costas para o banco do motorista. Isso evita que o bebê seja lançado com o equipamento para frente, em caso de colisão. Além disso, o equipamento deve ter uma inclinação de, no máximo, 45º. Outra dica importante é que o dispositivo deve sempre estar preso com o cinto de segurança do veículo.

Quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

O uso do bebê conforto é indicado para bebês com até um ano de idade. De um a quatro anos de idade, a recomendação passa a ser a cadeirinha. No caso de crianças que possuem de quatro a sete anos, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo indica o uso do assento de elevação, também chamado de booster. Só a partir de 1,45 m é que a criança tem estatura suficiente para sentar no banco e usar cinto de segurança.

Como funciona no caso de táxis e vans escolares?

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), suspendeu, em 2016, a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas para pequenos de até 7 anos em vans escolares, táxis, Uber e carros de aluguel. No entanto, o indicado é que os pais carreguem o equipamento e instalem nesses veículos.

Confira abaixo 8 dicas para prevenir acidentes de trânsito com crianças, segundo o Departamento Estadual de Trânsito:

1 – Crianças menores de sete anos não devem, em hipótese alguma, andar de moto.

2 – O bebê conforto, a cadeirinha e o assento elevado não podem ser colocados nos bancos da frente.

3 – Não leve crianças menores de sete anos no colo dentro de carros. Caso haja alguma colisão, as chances delas serem arremessadas para fora do veículo são altíssimas

4 – Sempre verifique se o cinto de segurança do carro está em perfeitas condições.

5 – Ensine, desde muito cedo, aos seus filhos, valores relacionados à segurança no trânsito. Assim, ele se tornará um adulto responsável.

6 – No caso do bebê conforto, o equipamento deve ser posicionado de costas para os bancos da frente, no caso da cadeirinha, ela poderá ser colocada de frente.

7 – Sempre atente-se às condições dos equipamentos de segurança do carro. Não adianta possuir um bebê-conforto se ele não está em plenas condições de uso.

8 – Caso o seu filho possua mais de sete anos, posicione o cinto de segurança da maneira correta: passando pelo meio do ombro da criança até seu quadril. Se colocado de forma incorreta, o cinto poderá sufocá-lo em uma eventual colisão.

 



Referências bibliográficas

“Quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha” – Portal do Trânsito.
“Criança segura – Educação para o trânsito” – Departamento de Trânsito do Paraná.
“Como prevenir acidentes de trânsito” – ONG Criança Segura Brasil.


Tags: Segurança